Inteligência Artificial demitirá 300 milhões de empregos nesta década

Grandes empresas já planejam e começam demissões na área de TI.

Outubro 5, 2023 - 17:35
 0  259
Inteligência Artificial demitirá 300 milhões de empregos nesta década
O futuro funcionário trará mais produtividade e irá causar mais de 300 milhões de desempregados.
Experimente Grátis a hospedagem de 1GigaHost

Nesta semana, a declaração do CEO da IBM, Arvind Krishna, de que a empresa não pretende demitir funcionários e, ao contrário, contratar, soou como demagogia e bateu de frente com as posturas anteriores da empresa, bem como as previsões catastróficas para o mercado de trabalho emitidas anteriormente.

Suporte cPanel, Plesk, aaPanel, WHMCS e mais.
Proteja seu site com selos de segurança!

Não pretendo me livrar de nenhum. Vou pegar mais.”  A frase provocou até susto em quem está acompanhando de perto esta situação.

Numa entrevista à CNBC em Agosto, Krishna sugeriu que “ todos deveríamos sentir-nos melhor” sobre o influxo de ferramentas generativas de IA , para grande ira dos críticos preocupados com o seu impacto no mercado de trabalho. 

Krishna também disse à emissora que as organizações podem proporcionar melhorias marcantes na produtividade por meio da IA ​​generativa, mas isso acontecerá às custas das funções humanas. 

Isso significa que você pode realizar o mesmo trabalho com menos pessoas”, disse ele na época. “Essa é apenas a natureza da produtividade. Na verdade, acredito que o primeiro conjunto de funções que serão impactadas são – o que chamo – de back office, trabalho de colarinho branco.”

No início deste ano, a IBM anunciou planos para cortar quase 8.000 funcionários que trabalham em cargos que abrangem recursos humanos, numa tentativa de automatizar funções que poderiam ser preenchidas por IA. 

A mudança significa que 8.000 empregos na divisão de RH da gigante poderão ser cortados, o equivalente a cerca de 30% da força de trabalho total da unidade.  A IBM também disse na época que interromperia as contratações para cargos na divisão devido à automação.

Krishna tem estado entre os grandes executivos de tecnologia mais francos sobre o tema da perda de empregos em IA nos últimos meses. Embora figuras importantes da indústria tenham repetidamente evitado o assunto, Krishna tem sido um dos mais sinceros sobre o isso.  

A perspectiva de perdas de empregos relacionadas com a IA tem sido um tema de discussão recorrente este ano, em meio à rápida aceleração das ferramentas generativas de IA em todo o mundo.

A Goldman Sachs previu que até 300 milhões de empregos a nível mundial poderão ser perdidos devido à automação durante a próxima década, num relatório que suscitou preocupações sobre perturbações generalizadas no mercado de trabalho. 

Da mesma forma, um estudo da McKinsey, realizado em julho, descobriu que certas funções administrativas, como atendimento ao cliente, suporte de escritório e RH, também diminuirão devido à automação.

Uma pesquisa da KPMG realizada em junho revelou que os técnicos e programadores de suporte de TI poderão, de fato, estar entre os mais afetados pela automação nos próximos anos.  

No estudo, “programadores e profissionais de desenvolvimento de software” foram especificamente destacados como estando em risco devido à IA generativa, com até 26% das suas tarefas potencialmente automatizadas no futuro. Este estudo, mais uma vez, mergulhou o tema dos cortes de empregos de volta no ciclo de notícias.

No entanto, há uma advertência distinta aqui. O grau em que as funções serão “automatizadas” não indica necessariamente que essas funções se tornem obsoletas, mas sim o fato de os programadores e profissionais de TI serem apoiados por ferramentas automatizadas nas suas tarefas diárias.  Isto é, os que ficarem em seus empregos.

Ferramentas generativas de IA, como o GitHub Copilot ou o assistente Code Whisperer AI da Amazon, foram enquadradas pelas empresas como ferramentas potencialmente transformadoras para melhorar a produtividade dos trabalhadores.  Isto significa aumentar os lucros com o aumento de produtividade e demissão dos empregos que possam ser substituídos por softwares pensantes.

Uma pesquisa do Slack realizada em maio, descobriu que os trabalhadores acreditam que as ferramentas generativas de IA “revolucionarão” a produtividade, embora o estudo não apontasse os reflexos disso no mercado de trabalho.  Mais de três quartos (77%) dos entrevistados disseram à empresa que a capacidade de automatizar tarefas rotineiras, como relatórios de despesas, melhoraria drasticamente a produtividade. 

Além disso, o estudo descobriu que aqueles que atualmente usam automação no local de trabalho estimam que economizam em média 3,6 horas de trabalho por semana.
A empresa agradece.

FTP para backup de servidores, hosting, DVR e imagens.