IBM anuncia aumento de preços em 29% no Brasil

Empresa acompanha tendência do mercado em aumento dos custos na nuvem.

Outubro 6, 2023 - 16:38
 0  22
IBM anuncia aumento de preços em 29% no Brasil
Custos de operação na nuvem tem aumentado em todo o mundo.
Experimente Grátis a hospedagem de 1GigaHost

A IBM anunciou que planeja aumentar os preços dos serviços de computação em nuvem a partir do início do próximo ano.

Suporte cPanel, Plesk, aaPanel, WHMCS e mais.
Proteja seu site com selos de segurança!

Uma nota sobre mudanças de preços para as ofertas de infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS) da gigante da tecnologia mostra que alguns clientes em todo o mundo terão um aumento de até 29%.

“Os preços dos serviços de infraestrutura variam de local para local, com base em um aumento percentual dos preços base dos EUA”, diz a nota.

Os aumentos de preços de IaaS serão aplicados a serviços bare metal, instâncias de serviços virtuais, armazenamento de arquivos e blocos e infraestrutura de rede, de acordo com a nota de lançamento. Da mesma forma, os preços globais do armazenamento acelerado de arquivos e do armazenamento profundo de arquivos aumentarão 25% e 26%, respectivamente.

De acordo com a nota de lançamento, não há alterações planejadas nos preços dos servidores virtuais de sistemas de energia IBM, software de terceiros ou largura de banda de rede.

Os clientes da IBM que operam no Brasil e contratam serviços localizados em São Paulo deverão ter o maior aumento de preços, de 29%.

A região dos data centers de Londres verá um aumento de 13%, enquanto as de Frankfurt, Madrid, Milão e Paris deverão registar um aumento de 16%.

Este aumento se aplicará aos usuários do Red Hat OpenShift, dos bancos de dados IBM Cloud e do serviço Kubernetes da empresa.

Estas últimas alterações nos preços poderão aumentar ainda mais as preocupações entre as empresas globais que dependem de serviços em nuvem, que têm aumentado constantemente nos últimos 18 meses.

Muitas empresas tem relatado dificuldades com o aumento dos custos da nuvem em meio a condições econômicas desafiadoras, ao aumento da inflação e ao aumento dos custos de energia. Os custos da nuvem levaram muitas organizações a reavaliar seu relacionamento com a nuvem, até mesmo repatriando cargas de trabalho para hardware local.

A IBM não está sozinha na sua decisão de aumentar os preços. A análise do Liftr em fevereiro mostrou que o preço médio dos serviços em nuvem na AWS aumentou 23% em relação ao ano anterior até aquele momento. Em julho, a Microsoft também revelou alterações nas suas taxas.  A política, que baseia os preços nas taxas de câmbio do dólar americano, significa que os clientes na Austrália e na Nova Zelândia terão um aumento de até 9% nos serviços.

FTP para backup de servidores, hosting, DVR e imagens.